PLUGG.TO: Tendências do E-commerce para 2020: O que esperar e como se preparar!

Sempre em constante crescimento e em constante mudança – essas são as duas melhores características que descrevem o estado atual do e-commerce. As compras online atraem cada vez mais usuários, mesclando-se perfeitamente às suas rotinas diárias. E é por isso que é extremamente importante oferecer boas experiências aos clientes e tornar sua jornada digital o mais impecável possível.

Como você pode encontrar o conhecimento necessário para criar um site de e-commerce bem-sucedido e aumentar a receita da sua loja online? 

Uma boa maneira é monitorar constantemente as tendências do setor e colocá-las em prática. Neste artigo, segue uma lista de tendências de e-commerce que definirão o setor em 2020 – para que você possa estar na linha de frente no próximo ano!

Algumas estatísticas do e-commerce

Para criar uma solução de e-commerce perfeita que melhor atenda aos seus negócios on-line, você deve estar ciente do cenário atual do setor e do futuro projetado.

Estima-se que 92 bilhões de pessoas (cerca de 25% da população mundial) sejam compradores on-line em 2019. Até 2021, estima-se que o número de compradores digitais atinja 2,14 bilhões de pessoas.

O comércio eletrônico brasileiro teve um crescimento de 12% em vendas online no primeiro semestre de 2019. Esse crescimento se equiparou ao crescimento do mesmo período do ano anterior. Nos últimos seis meses, esse aumento representa um faturamento de R$ 26,4 bilhões. Já de acordo com o volume de pedidos, o primeiro semestre de 2019 registrou um crescimento de 20%, ante 8% registrados no primeiro semestre de 2018. 

Tendências E-commerce 2020

Principais tendências de comércio eletrônico a serem observadas em 2020

Por que é importante discutir as principais tendências que influenciam o setor?Existem dois grandes benefícios:

• Ao revelar fatores que estimulam os clientes a comprar on-line, você pode aprender sobre seus clientes, entender melhor suas preferências, expectativas e comportamento.
• Consequentemente, quando você sabe o que seus clientes desejam, fica mais fácil criar oportunidades de negócios e fazer melhorias.

Vamos olhar para o futuro?

1) Compras nos celulares

Uma tendência geral de usar dispositivos móveis, em vez de desktops ou laptops, penetra em todos os domínios de negócios, especialmente no comércio eletrônico. Essa é a psicologia dos consumidores modernos: eles desejam satisfação imediata de suas demandas e desejos. Isso significa que eles querem ter acesso a produtos e serviços – seja ouvindo música ou comprando mercadorias – na ponta dos dedos.

Sem limitações, clientes mais satisfeitos e maiores taxas de conversão. E os dispositivos móveis são definitivamente as ferramentas mais convenientes para oferecer a liberdade de pesquisar produtos e comprá-los em qualquer local e a qualquer momento.

Assim, a principal tendência de comércio eletrônico para o próximo ano é um aumento no uso de dispositivos móveis para compras online. A Statista acompanha o crescimento constante das vendas móveis todos os anos desde 2016 e estima que, até 2021, mais de 72% do total das vendas do comércio eletrônico em todo o mundo serão realizadas por dispositivos móveis.

Crescimento Mobile E-commerce

O desenvolvimento ativo de serviços de pagamento móvel é a consequência dessa tendência, porque transações rápidas sem dinheiro se tornaram uma necessidade. Os serviços mais populares são PayPal, Android Pay, Apple Pay, Samsung Pay, Mercado Pago e PagSeguro.

Algumas lojas online oferecem uma média de três formas de pagamento no checkout, incluindo carteiras digitais. Pense em implementar opções de pagamento otimizadas para dispositivos móveis no seu e-commerce, isso se tornará tendência no e-commerce.

Se você ainda não desenvolveu uma solução móvel para sua loja on-line, é hora de começar. Se sua loja on-line tiver seu próprio aplicativo, mas não funcionar bem, você poderá melhorá-lo de acordo com os desejos e necessidades do usuário.

2) Comércio de Voz

Devido a enormes investimentos no desenvolvimento de inteligência artificial e aprendizado de máquina, a tecnologia de voz está em ascensão. A venda on-line é o próprio domínio que começou a integrar ativamente essa tecnologia.

A pesquisa de produtos e a compra por voz está se tornando mais popular devido à crescente precisão e conveniência dessa tecnologia. Novamente, a força matriz por trás dessa tendência é o desejo dos consumidores de obter o melhor resultado com o mínimo de esforço.

A Amazon foi pioneira no campo do comércio de voz quando ativou a compra de voz usando o Alexa. Hoje, 13% das famílias nos EUA têm alto-falantes inteligentes e 36% dessas famílias os usam para compras regulares. Enquanto isso, 62% dos proprietários de alto-falantes inteligentes os usavam pelo menos uma vez na compra de mercadorias. Esses números provam que o comércio de voz está se acelerando e merece a atenção dos empresários on-line.

3) Descrições visuais do produto

A principal desvantagem de comprar on-line é a incapacidade do usuário de ter contato físico com os itens que deseja comprar.

Descrições e fotos de produtos de texto não são mais suficientes. É fato que a maioria dos consumidores prefere assistir a vídeos de produtos do que ler descrições de texto quando pesquisam. Os compradores querem ver produtos de diferentes ângulos para dissipar dúvidas sobre a qualidade dos produtos e pressionar o botão “Comprar” com confiança.

Chegou a hora dos varejistas fornecerem a descrição mais completa possível do produto. Eles devem considerar oferecer:

• Visões gerais em vídeo;
• Imagens rotativas de 360 ​​graus ;
• Modelos 3D;
• Interações aumentadas e de realidade virtual.

Os vendedores também devem se concentrar nas descrições interativas dos produtos, que explicam todas as informações relevantes e fazem com que os clientes sintam que têm uma imagem melhor de como elas são na vida real.

4) Compras em mídias sociais

Mais uma tendência importante é a integração do comércio eletrônico às redes de mídias sociais. Esta etapa é razoável por causa da popularidade alucinante das mídias sociais como um todo. Mais marcas reconhecem o potencial dessa popularidade e começaram a enxergar os canais sociais como plataformas de publicidade poderosas com um enorme conjunto de clientes em potencial. Então, por que não usá-lo?

A importância das mídias sociais no que diz respeito ao comércio eletrônico vem de vários aspectos das redes sociais:

• Grupos e comunidades
• Discussões e depoimentos
• Gostos e desgostos
• Recomendações baseadas em IA
• Anúncios segmentados

A partir de 2019, existem 3,2 bilhões de usuários de mídia social em todo o mundo, e esse número está crescendo. 54% dos clientes usam as redes sociais para pesquisar produtos, procurando recomendações e análises.

Basicamente, as pessoas podem nem estar procurando produtos enquanto navegam nos feeds de notícias. Mas quando elas encontram uma oferta atraente com centenas de curtidas enquanto navegam, é difícil resistir a fazer uma compra por impulso.

A condição obrigatória para a retenção de clientes é a simplicidade do processo de compra. Por esse motivo, grandes players de mídia social como Instagram, Facebook, Twitter, Pinterest e YouTube adicionaram seus próprios botões “Comprar”. Eles também suportam páginas de produtos e tentam criar suas próprias plataformas de comércio eletrônico ou soluções de integração.

Faça um esforço para criar as contas da sua empresa nos canais populares de mídia social para aumentar as vendas em 2020.

5) Programas de associação

Esse modelo de negócio de comércio eletrônico implica a criação de comunidades ou programas de associação que oferecem certos benefícios aos clientes regulares, dependendo de suas atividades.

Tipos de possíveis benefícios incluem:

• Descontos pessoais;
• Entrega grátis;
• Acesso prioritário as novidades;
• Acesso a produtos de edição limitada;
• Ofertas somente para membros;
• Convites para eventos especiais da marca.

Por que isso funciona? Os clientes gostam de personalização e o sentimento de exclusividade, especialmente na era digital, quando raramente nos comunicamos cara a cara. Eles preferem estabelecer relacionamentos de longo prazo com marcas que oferecem produtos de qualidade com bônus atraentes. Assim, um programa de associação é uma ferramenta eficaz para obter a fidelidade do cliente.

Mais uma opção para tornar os clientes mais felizes são as compras baseadas em assinatura, que se adequam principalmente a pessoas com restrição de tempo ou que odeiam compras regulares.

Funciona da seguinte forma:

Um cliente escolhe as mercadorias que devem ser entregues uma vez por semana / mês (por exemplo, alimentos, materiais de limpeza, roupas, como meias e lingerie).

Um varejista repete automaticamente as compras em um determinado momento e as entregas na casa ou no escritório do cliente.

O esquema é bastante simples, mas muito eficiente para ambas as partes, pois economiza muito tempo. Se sua empresa oferece bens ou serviços de que as pessoas precisam semanalmente, ou mensalmente, um serviço de assinatura é ideal para você.

6) Compras Omnichannel

Os clientes apreciam a liberdade de escolha durante sua jornada de compras – é por isso que vários canais de compra e venda estão se tornando uma obrigação para as empresas de varejo. As empresas devem desenvolver uma estratégia de integração para criar uma experiência abrangente de compras em vários canais e fornecer várias possibilidades para chegar à compra, por exemplo:

• Pesquise on-line, compre na loja;
• Pesquise on-line, compre on-line, compre na loja;
• Pesquise e compre na loja, escolha entrega em domicílio (uma necessidade para mercadorias a granel);
• Pesquise por um aplicativo, compre por um site (ou vice-versa), escolha entrega em domicílio;
• Pague on-line, com cartão de crédito ou em dinheiro.

É óbvio que a empresa de comércio eletrônico não pode mais ser estritamente dividida em apenas online ou offline. Para acompanhar a concorrência, as empresas devem integrar os seguintes componentes em um único sistema, sincronizando dados online e offline:

• Um website;
• Uma aplicação móvel;
• Uma loja física física;
• Um ponto de auto-captação;
• Várias opções de entrega;
• Várias opções de pagamento.

Está provado que, quanto mais canais os compradores usam, maior o valor médio do pedido. Todo ponto de contato é importante!

Conheça seus clientes pesquisando seus dados pessoais, histórico de navegação e compras anteriores, dessa forma poderá fornecer apenas conteúdo relevante a eles e tornar seu processo de compra ininterrupto e atraente.

7) Marketplace

Marketplace é um formato de venda online que se utiliza do mesmo conceito de um shopping center. No Shopping, as lojas usufruem de toda estrutura de segurança, limpeza e grande circulação de pessoas para vender mais, pagando um aluguel ao shopping.

Com Marketplace é o mesmo formato, porém, cada Seller (como é chamado o lojista dentro dos Marketplaces) tem uma comissão descontada por vendas. A loja terá os benefícios de acessos aos sites das grandes marcas, campanhas de marketing e mídia destas empresas, o atendimento ao cliente e muito mais.

É importante lembrar que marketplace é uma estratégia de vendas e deve ser utilizada em conjunto com outras estratégias.

Você também pode precisar de uma integradora para agilizar os processos e conectar a sua loja com os diversos marketplaces existentes no Brasil. Vender em sites como Mercado Livre, Americanas, Submarino, Casas Bahia, Netshoes, Magazine Luiza, Carrefour e outros pode ser muito mais fácil utilizando as ferramentas corretas.

Guia rápido para seu e-commerce em 2020
Para recapitular, vamos analisar as tendências mais importantes que abordamos:

• Desenvolva um aplicativo móvel ou atualize um existente.
• Implemente serviços de pagamento móvel em seu aplicativo.
• Implemente assistentes de voz em seu aplicativo.
• Forneça descrições visuais de produtos em vez de escritas.
• Faça uso de redes sociais e marketing direcionado.
• Desenvolva um programa de associação com vantagens para seus clientes regulares.
• Use vários canais para vender seus produtos e serviços.

Para ter acesso à matéria da PLUGG.TO, clique aqui.

Quer sabe mais sobre as tendências do E-commerce entre outras orientações que sua loja necessita? Ajudamos você e sua empresa nesta jornada! Consulte-nos sem compromisso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco